Sorriso, 27 de Março de 2015

 


Notícia

Sorriso sedia Audiência sobre Usina Hidrelétrica Sinop

sábado, 27 de novembro de 2010 12:15:32

Foi realizada na noite dessa sexta-feira, 26/11 na Câmara Municipal, a Audiência para apresentação do EIA - Estudo de Impacto Ambiental  e Relatório de Impacto Ambiental, da Usina Hidrelétrica de Sinop.


 


A realização de audiências é uma das exigências para que a Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) emita o parecer e licenciamento ambiental autorizando a construção da usina. 


 


A Usina Hidrelétrica de Sinop terá capacidade para produzir 400 MW (Megawatts) de energia elétrica e será uma das cinco usinas instaladas no rio Teles Pires, entre os municípios de Itaúba e Cláudia. Além de Sinop, Itaúba e Cláudia também serão afetados com a implantação da hidrelétrica, os municípios de Ipiranga do Norte e Sorriso.


 


Amílcar Guerreiro, diretor de Estudos de Economia da Energia e Meio Ambiente da EPE – Empresa de Pesquisa Energética, vinculada ao Ministério de Minas e Energia, destacou que durante as audiências há muitos anseios e expectativas por parte da população, principalmente de Sinop, mas nas outras cidades, pode-se dizer que há uma aceitação para a usina. “Em Sinop a preocupação por parte da população, não é por acaso, porque 60% do reservatório da usina está em Sinop, então os impactos lá será maior que nos outros municípios. Mas os estudos são sólidos suficientes para avaliar esses impactos e propor as medidas que mitiguem esses efeitos desses impactos e compensar onde não se consegue diminuir esses impactos”.


 


Segundo ele, a EPE concluiu que o empreendimento é viável em todos os aspectos “com certeza a obra é viável do ponto de vista técnico, econômico e ambiental, se os programas previstos sejam implantados pela empresa vencedora no leilão”.


 


Regina Moretti, engenheira civil e coordenadora do projeto de engenharia e meio ambiente desenvolvido pela Themag, empresa vencedora da licitação para a elaboração dos estudos para a EPE, destacou o que foi observado com relação aos impactos da usina “Considero muito significativo o impacto que terá na antiga Gleba Mercedes, hoje chamado de Assentamento Wesley, um assentamento do INCRA em Sinop, onde serão afetadas cerca de 190 famílias, mas nós temos propostas para mitigar esse problema. Um outro fator que temos bastante preocupação é com os peixes e as pessoas que vivem em função deles, os pescadores da colônia Z16 e a pesca esportiva que também é bem expressiva nesta região”.


 


De acordo com o coordenador de Avaliação de Impacto Ambiental da SEMA, José Inácio Ribeiro, após a realização dessas audiências, onde Sorriso foi o ultimo município, dos que serão afetados, a realizar a audiência com a apresentação do empreendimento e o relatório de impactos, a SEMA – Secretaria de Estado de Meio Ambiente fará a análise desses impactos físicos, bióticos e socioeconômicos também tendo como base os pontos ressaltados pelas populações desses municípios afetados.

Tâmara Figueiredo - Rádio Sorriso

Nenhum registro encontrado!
 

Comentários

Seja o primeiro a Comentar!
 

Notícias mais lidas

 

Cotações de Sorriso em 26/03/2015: Soja Balcão:R$ 53,65| Disponível: R$ 54,75| Milho Balcão: R$ 12,50| Milho Disponível Fut.: R$ 15,25| Arroz: R$ 50,00 - A Saca | Algodão Pluma: R$ 52,00A @ | Caroço do Algodão: R$ 500,00 | Suino Confinado: R$ 2,80 Fonte: Sindicato Rural de Sorriso