Sorriso, 25 de Abril de 2015

 


Notícia

Mulher de Cachoeira paga fiança de R$ 100 mil à Justiça Federal de Goiás

quarta-feira, 01 de agosto de 2012 09:16:04

A empresária Andressa Mendonça, mulher do bicheiro Carlos Augusto de Almeida Ramos , o Carlinhos Cachoeira, pagou, nesta terça-feira (31), a fiança de R$ 100 mil, uma das medidas estipuladas pela Justiça Federal para que sua prisão preventiva não seja decretada. O delegado federal Sandro Paes Sandre informou ao G1 que o depósito foi feito no final da manhã em uma conta vinculada ao inquérito no Ministério Público Federal que investiga Andressa por corrupção ativa. Ela também é investigada por lavagem de dinheiro.

“Entrei em contato com a Justiça Federal e confirmei agora à tarde que o depósito foi feito. O dinheiro irá ficar em uma conta vinculada ao processo que corre junto à 5ª Vara. A quantia fica nessa conta até o fim do processo", explicou Sandre, em entrevista ao G1 nesta tarde. Conduzida por ele, Andressa Mendonça passou três horas na sede da Polícia Federal (PF), em Goiânia, na manhã de segunda-feira (30), prestando esclarecimentos sobre a suposta chantagem que teria feito ao juiz federal Alderico Rocha Santos, na quinta-feira (26).

O magistrado é responsável pelo processo referente à Operação Monte Carlo, que culminou na prisão de Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, marido da suspeita. A audiência que ouviu os réus da Operação aconteceu na semana passada, em Goiânia.

O motivo suposta chantagem seria obter decisão favorável a Cachoeira na ação penal referente à Monte Carlo. Agora, Andressa está proibida de visitar o marido no Presídio da Papuda, em Brasília, e de se comunicar com os outros réus da Operação Monte Carlo.

Acareação
A PF poderá fazer nos próximos dias uma acareação entre a mulher de Cachoeira e o juiz federal Alderico Rocha. “Esse levantamento social seria exposto à imprensa, caso o magistrado não revogasse a prisão do senhor Carlos Augusto de Almeida Ramos ou não antecipasse o julgamento para absolvê-lo. O juiz federal disse que não tinha nada a temer e que ela poderia fazer aquilo que bem desejasse”, contou procurador da República Daniel Rezende Salgado.

Durante o encontro com o juiz, Andressa Mendonça teria escrito em um pedaço de papel o nome de três conhecidos do magistrado. Ela teria dito que o dossiê envolveria o juiz e essas pessoas. A caligrafia do bilhete vai ser analisada para ver se a letra é mesmo da mulher de Cachoeira. Ela passou a ser investigada pela PF por dois crimes: lavagem de dinheiro e por tentar chantagear o juiz federal.

Alderico Rocha Santos é o segundo juiz do caso. O primeiro, Paulo Moreira Lima, responsável pela prisão de Cachoeira, pediu para sair do processo, alegando que estava sendo ameaçado.

A Associação dos Juízes Federais do Brasil emitiu uma nota de apoio ao juiz Alderico Rocha Santos. A nota diz que a atitude do juiz demonstra transparência e que a ação de Andressa não vai interferir na condução do processo contra Cachoeira.

G1

 

Comentários

Seja o primeiro a Comentar!
 

Notícias mais lidas

 

Cotações de Sorriso em 15/04/2015: Soja Balcão:R$ 50,50| Disponível: R$ 52,00| Milho Balcão: R$ 12,75| Milho Disponível Fut.: R$ 14,25| Arroz: R$ 50,00 - A Saca | Algodão Pluma: R$ 52,00 A @ | Caroço do Algodão: R$ 500,00 | Suino Confinado: R$ 2,60 Fonte: Sindicato Rural de Sorriso