04/10/2017 14:56

Quantidade de visualizações: 473

Midia News

Cuiabá: Hospitais filantrópicos paralisam atividades nesta quarta-feira (04)

A Santa Casa de Cuiabá, o Hospital Santa Helena, o Hospital Geral e a Santa Casa de Rondonópolis afirmam que não podem mais realizar atendimento de alta complexidade devido à falta de repasses do Governo Estadual.

O montante que estaria em atraso giraria em torno de R$ 10 milhões aos quatro hospitais.

O diretor do Hospital Santa Helena, Marcelo Sandrin, afirmou ao MidiaNews que a paralisação em algumas áreas dos hospitais é inevitável. “Não queremos parar, mas sem dinheiro não tem como continuar”, afirma.

“Nossa angústia no momento são as UTIS, porque não dá mais para comprar remédios de alto custo. Nós não temos mais como trabalhar. Precisamos pagar as dívidas para termos condições de trabalhar. Não tem mais de onde tirar dinheiro”, disse o

Os hospitais filantrópicos fazem aproximadamente 3.500 atendimentos mensalmente, o que corresponde a 85% do atendimento de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

A presidente da Federação das Santas Casas e dos Hospitais Filantrópicos de Mato Grosso (Fehos-MT), Elizabeth Meurer, explicou que, em agosto deste ano, fechou um acordo com o Executivo.

A proposta do Governo do Estado era pagar R$ 2,5 milhões rateados entre os quatro hospitais. De acordo com Elizabeth, as parcelas seriam pagas em agosto, setembro e outubro. Contudo nenhuma ainda foi repassada.

“Desde a paralisação de agosto, o único dinheiro de nós recebemos do Estado foi referente à UTI do mês de junho. Então os hospitais que já estavam em uma condição difícil, e voltaram acreditando nas promessas, ficaram sem condições de trabalhar”, esclarece.

O outro lado

Segundo a Secretária de Estado de Saúde (SES) afirmou, em nota, que os repasses serão feitos ainda este mês.

Confira nota na íntegra:

"Em relação ao pagamento da primeira parcela aos cinco hospitais filantrópicos em conformidade com a portaria 150/2017/GBSES, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informa que na secretaria já está tudo pronto para fazer a transferência do valor e isso será feito assim que seja liberado o orçamento da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) e o financeiro da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

O acordo entre o governo do Estado e os hospitais, realizado no dia 17 de agosto de 2017, ratificado pela portaria, concedeu ajuda financeira emergencial e não obrigatória aos filantrópicos em três parcelas, correspondentes aos meses de setembro, outubro e novembro de 2017, cada uma no valor de R$ 2.500.009,00, perfazendo um total de R$ 7.500.027,00.

O dinheiro será repassado aos fundos municipais de saúde de Cuiabá e de Rondonópolis, que farão os repasses para a Santa Casa de Cuiabá (R$ 656.327,89), Santa Casa de Rondonópolis (R$ 337.865,55), Hospital Geral Universitário (Cuiabá - R$ 691.636,67), Hospital do Câncer de Mato Grosso (Cuiabá – R$ 348.241,48) e Hospital Santa Helena (Cuiabá – R$ 465.937,410)."