15/11/2017 10:38

Quantidade de visualizações: 289

g1

Moradores e famílias de pacientes fizeram mais um protesto na noite desta terça-feira (14) contra o fechamento da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá. Há quase uma semana o grupo fez uma vigília em protesto pelo fechamento da unidade. A UTI parou de funcionar por falta de repasse do governo do estado.

No protesto desta terça-feira, aproximadamente 200 pessoas participaram da manifestação. As pessoas se concentraram em uma praça, em frente ao hospital. Usando roupas pretas, como forma de luto, os manifestantes fizeram orações e soltaram balões pretos, simbolizando a tristeza pelo fechamento da UTI.

Com cartazes nas mãos e cantos pedindo a volta da ala pediátrica, os manifestantes se concentraram nas ruas próximas à Santa Casa por aproximadamente 15 minutos. O ato foi encerrado na praça, onde as pessoas colocaram velas no chão.

A última criança que estava internada UTI pediátrica da Santa Casa foi transferida para outra ala do hospital, nessa segunda-feira (13). As cirurgias eletivas também foram suspensas. A unidade só está recebendo apenas grávidas e casos de urgência e emergência.

O estado fez recentemente o repasse para o hospital de R$ 868 mil referentes ao mês de julho deste ano. No entanto, os salários dos funcionários estão atrasados há quatro meses. Segundo a direção da Santa Casa, são necessários entre 8 e 10 médicos, trabalhando em escala de dois para cada turno de 24 horas, para manter a unidade funcionando.

Segundo a Santa Casa, o fechamento da ala pediátrica se deve à falta de recursos para pagar as despesas.