Sorriso FM 99,1

08/11/2018 15:10
Lida 463 vezes.

Fernando Luiz - Depto Jornalismo

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) escolheu a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) como ministra da Agricultura do governo que se iniciará em 1º de janeiro. O nome de Tereza, a primeira mulher confirmada no primeiro escalão da equipe ministerial de Bolsonaro, foi indicado pela Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), da qual a deputada é presidente. Como vem fazendo a cada nova escolha à Esplanada dos Ministérios, o pesselista divulgou a informação por meio de sua conta no Twitter.A deputada é o quinto nome confirmado na Esplanada dos Ministérios do governo Jair Bolsonaro. Já haviam sido anunciados os nomes de Paulo Guedes (Economia), Onyx Lorenzoni (Casa Civil), Sergio Moro (Justiça) e do general Augusto Heleno, que inicialmente era cotado para a pasta da Defesa mas informou que ocupará o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI).

A nomeação de Tereza Cristina confirma o recuo de Jair Bolsonaro em relação à promessa de campanha de unificar em uma só pasta os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente. O programa de governo registrado por ele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) previa para a agricultura que “o primeiro passo é sair da situação atual onde instituições relacionadas ao setor estão espalhadas e loteadas em vários ministérios, reunindo-as em uma só pasta”, que ficaria responsável, entre outros, por “recursos naturais e meio ambiente rural”. A fusão chegou a ser confirmada na semana passada por Onyx Lorenzoni, coordenador da equipe de transição do novo governo e futuro ministro-chefe da Casa Civil, mas o presidente eleito voltou atrás após críticas tanto de ruralistas quanto de ambientalistas. A escolha da deputada também mostra que Bolsonaro abriu mão de indicar à pasta um de seus mais próximos aliados durante a campanha eleitoral, o produtor rural Luiz Antônio Nabhan Garcia, presidente da União Democrática Ruralista (UDR).

Deputada do DEM e atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, ela manifestou apoio a Bolsonaro durante a campanha eleitoral. Tereza Cristina engenheira agrônoma. O presidente eleito Jair Bolsonaro anunciou na ultima quarta feira a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) como ministra da Agricultura. Ela será a segunda mulher a comandar a pasta. Atual presidente da Frente Parlamentar Agropecuária do Congresso Nacional, conhecida como a bancada ruralista, Tereza Cristina foi indicada pela FPA para o cargo. Ela é engenheira agrônoma e empresária. O anúncio foi feito após Bolsonaro e o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), se reunirem em Brasília com parlamentares da FPA. O encontro aconteceu no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), onde funciona o gabinete de transição.

Veja também


Enquete
Como você avalia o atendimento às ocorrências de reclamações de "Som Alto" em Sorriso?
  • Parcial