Sorriso FM 99,1

Polícia Civil de Sorriso prende “pai e mãe”, suspeitos de estuprar a filha adotiva desde os seis (06) anos de idade

15/03/2019 14:32
Lida 7098 vezes.

Ivan Oliveira com Heverton Luiz


Segundo apurado nas investigações os suspeitos obrigavam a filha, atualmente com quatorze (14) anos, a participar de relação sexual com o pai e a mãe adotivos. Os abusos e as prisões aconteceram em Ipiranga do Norte.

A menina havia apresentado comportamento estranho que foi percebido pelos professores, o que chamou a atenção dos professores que acionaram o Conselho Tutelar. A principio a garota negou aos policiais que era abusada, mas em novo depoimento confirmou o crime.

"Ela chegou a cortar os pulsos, algo muito incomum e que chamou atenção dos professores e do Conselho Tutelar", disse o delegado. A polícia apreendeu computadores e celulares, pois em depoimento a vítima disse que os pais chegaram a filmar algumas relações.

Durante o curso das investigações apurou-se que o pai adotivo, há mais de vinte (20) anos atrás, também estuprou o próprio irmão que à época dos fatos era criança.

O Ministério Público e o Judiciário, após pedido de prisão preventiva feito pelo Delegado de Polícia da cidade de Sorriso, prontamente expediram os respectivos mandados de prisão.

A ADOÇÃO

A criança foi adotada sem passar pelos órgãos oficiais, ou seja, assim que nasceu foi registrada pelo casal. "Pelo que percebemos, a criança nasceu e os pais biológicos não queriam a criança então o casal foi lá e registrou", contou o delegado. Atualmente a menina está morando com o pai biológico, em uma cidade não revelada.

Veja também


Enquete
Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria para prefeito (a) de Sorriso?
  • Parcial