Sorriso FM 99,1

15/04/2019 15:23
Lida 1449 vezes.

G1/MT


O motorista que atropelou e matou a estudante de psicologia Myrella Steteski, de 19 anos, na sexta-feira (12) confessou à Polícia Civil que invadiu a avenida preferencial, onde a estudante trafegava em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

Conforme a Polícia Civil, Alexandro Figueiredo da Silva, de 31 anos, que dirigia um caminhão caçamba, disse que “não se atentou para a motocicleta e acabou invadindo a preferencial, desrespeitando a placa de pare e ocasionando a colisão”.

Ele foi indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e encaminhou Myrella à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.

Ela reclamava de dores na região do tórax.

Pouco depois de dar entrada na unidade hospitalar, Myrella sofreu uma parada cardiorespiratória e morreu.

O motorista não ficou ferido.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre as mudanças do trânsito nas perimetrais em anexo à BR 163?
  • Parcial