Sorriso FM 99,1

16/04/2019 17:15
Lida 1397 vezes.

Circuito MT

Um arsenal de armas de fogo foi apreendido pela Polícia Judiciária Civil, em trabalhos da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção (DHPP), na manhã desta (16), no bairro Pedra 90, em Cuiabá, durante ação para cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão domiciliar. Foram apreendidas 16 armas de fogo e dezenas de munições.

O trabalho é continuação das investigações de apura o homicídio de Wagner Florência Pimentel, ocorrido na noite do dia 09 de fevereiro, no bairro Jardim das Américas. A Polícia Civil estava em busca da arma usada na morte do empresário.

Após análise dos aparelhos celulares, foi encontrado informações no celular do suspeito Adão Joasir Fontoura sobre a existência de um comércio ilegal de arma de fogo de diferentes calibres, praticado por ele. O suspeito Adão encontra-se preso desde março por força de mandado de prisão temporária.

“As buscas se deram nos interlocutores, nas pessoas com quem tinha contato. O Joasir comercializava armas e estávamos em busca da arma que ele usou no crime. Ele deve ser indiciado por comércio ilegal de arma de fogo”, disse a delegada Jannira Laranjeira.

Com base nos indícios foram expedidas as ordens judiciais de busca e apreensão, cumpridas pela DHPP, nesta terça-feira (16). Em uma das residências alvos, no bairro Pedra 90, foi encontrado o armamento de 16 armas de vários calibres e mais de 100 munições.

No local reside um casal, sendo ele sargento da Polícia Militar da reserva e ela cabo da PM. O policial aposentado não foi encontrado na residência e sua esposa foi conduzida à Dhpp, para esclarecimentos, mas ela não será autuada em flagrante.

O sargento dono do armamento responderá à princípio pelo crime de posse ilegal de arma de fogo.

As armas apreendidas serão periciadas para verificação de suas procedências. As investigações continuam para conclusão dos fatos.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre as mudanças do trânsito nas perimetrais em anexo à BR 163?
  • Parcial