Sorriso FM 99,1

16/05/2019 08:06
Lida 1205 vezes.

Ivan Oliveira com Tâmara Figueiredo

Cerca de 100 pessoas se mobilizaram ontem, quarta-feira (15/05), em Sorriso, aderindo à manifestação nacional contra os cortes na Educação. Na oportunidade, eles defenderam a educação com cartazes com os dizeres; “Educação pede socorro”, “Entre outras mil, Educação tu és a mais cortada”, “Direitos não são privilégios”.

Em entrevista à imprensa local, o diretor do Instituto Federal de Mato Grosso, campus Sorriso, disse que a “Educação não pode ser encarada como gasto, desde sempre precisa ser vista como investimento na pessoa humana".

A única escola em aderir o movimento em Sorriso foi a Aureliano Pereira da Silva, que não lecionou aulas ontem. Alunos da Escola Estadual Mário Spinelli também estiveram presentes no manifesto.

Todos os detalhes sobre o manifesto você acompanha no programa A Voz do Povo, às 10 h.


Veja também


Enquete
O que você pensa sobre o aumento de R$ 42 no salário mínimo previsto pelo Governo Federal para 2020?
  • Parcial