Agora: Boa Tarde na Sorriso

Sorriso: Polícia Civil prende autor de furto de bar e homem foragido da justiça

Assessoria | PJC-MT em 18/05/2019 às 07:55. Lida 1415 vezes.

Um homem acusado de furto foi preso pela Polícia Judiciária Civil de Sorriso, na tarde de quinta-feira (16.05). A ação realizada pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) resultou na apreensão de dinheiro e diversos pacotes de maços de cigarros.

O suspeito B.J.S., 32 anos, foi autuado em flagrante pelos crimes de furto e corrupção ativa. Ele é apontado como autor do furto ocorrido na madrugada de terça-feira (14.05), em um estabelecimento comercial (Bar do Onofre) no bairro Vila Bela.

De acordo com boletim de ocorrência registrado pela vítima, o criminoso arrombou a porta do bar e subtraiu o valor de R$ 7 mil em dinheiro, além de 50 pacotes de cigarros de diferentes marcas, avaliados em aproximadamente R$ 3,5 mil.

Os policiais civis em diligências conseguiram identificar B.J.S., como responsável pelo crime. Com base nos indícios o investigado acabou localizado no bairro Industrial. Durante abordagem foi apreendida com ele a quantia de R$ 1,8 mil. Na ocasião ele alegou que o dinheiro era de rescisão trabalhista.

Encaminhado à Delegacia de Sorriso para esclarecimentos, o conduzido tentou subordinar os policiais civis oferecendo certa quantia em dinheiro. Também foi descoberto que o preso estava vendendo alguns maços de cigarros, sendo o material de furto apreendido na casa do suspeito.

B.J.S. foi interrogado e autuado em flagrante pelos crimes de furto e corrupção ativa.

Mais prisões

Na quinta-feira (16), em Sorriso, durante investigação para apurar e reprimir crimes, policiais civis prenderam um homem foragido da Justiça. W. F. H. que estava com o mandado de prisão em aberto, expedido pela 2ª Vara Criminal da Comarca local.

O procurado foi abordado pelos investigadores em um lava jato na região central de Sorriso. Após cumprimento da ordem judicial o preso foi colocado à disposição da Justiça.

Enquete


Você é contra ou a favor do pagamento de salário para presos?
Parciais