Sorriso FM 99,1

14/06/2019 17:18
Lida 1458 vezes.

Fernando Luiz com assessoria

Durante visita às obras da travessia urbana de Rondonópolis, na BR-364/MT, o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou urgência de obras no estado

Após conferir a tecnologia logística adotada no Terminal Ferroviário de Rondonópolis (MT), o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas assegurou que nos próximos anos o estado de Mato Grosso receberá atenção especial por parte do Governo Federal.

“Mato Grosso é o estado que seguramente vai ser beneficiado com o maior volume de investimentos do governo federal, seja de forma direta ou indireta. Precisamos aproveitar esse potencial produtivo do estado. A gente vem pra cá, vê o Brasil que deu certo, e o poder público precisa ter condições de dar os meios para que os produtores possam continuar crescendo”, afirmou o ministro durante coletiva.

Acompanhado pelo Diretor Geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Antônio Leite dos Santos Filho, Tarcísio visitou também o canteiro das obras de duplicação da BR-364/MT na travessia urbana de Rondonópolis. O empreendimento está em curso e recebe o aporte de R$ 18 milhões do DNIT.

Estiveram presentes o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, o senador Wellington Fagundes, o deputado federal Neri Geller, o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio, o superintendente regional do DNIT em Mato Grosso, Orlando Fanaia Machado, e o chefe da unidade local do DNIT no município, Antônio Gabriel Oliveira dos Santos.

A travessia urbana de Rondonópolis, na BR-364/MT, soma 3 km e está localizada em uma área predominantemente comercial na junção com a BR-163/MT. Neste momento, estão sendo realizados serviços de terraplanagem e drenagem. Além da duplicação, o projeto inclui implantação de faixa de segurança e acostamento, marginais e retornos, iluminação pública e ciclovia. Atualmente, o trecho conta com um fluxo diário de quase 14 mil veículos de passeios e comerciais no local.

Rondonópolis fica no Sul do estado e soma 228 mil habitantes conforme o IBGE (2018). É um dos municípios onde a agroindústria mais se desenvolveu, tendo o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso. É a cidade campeã em exportação, além de ter se tornado pólo do agronegócio, com destaque para o esmagamento, refino e envaze de óleo de soja e para a fabricação de fertilizante.

Veja também


Enquete
Qual sua opinião sobre os políticos brasileiros?
  • Parcial