Sorriso FM 99,1

Sorriso: Audiência Pública irá debater a criação do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência

14/08/2019 06:17
Lida 399 vezes.

Assessoria

Os vereadores Johnson Ribeiro - PSDB, Nereu Bresolin – DEM, Dirceu Zanatta – MDB, Toco Baggio – PSDB e Damiani Da Tv – PSC tiveram o requerimento nº 197/2019 aprovado por unanimidade para a realização da Audiência Pública, no dia 14 de agosto, com o objetivo de debater com toda a sociedade a criação do Conselho Municipal Dos Direitos das Pessoas com Deficiência. A finalidade da audiência é possibilitar a toda a sociedade sorrisense o exercício pleno da democracia, onde qualquer pessoa ou representantes de Associações, entidades privadas e públicas, poderão manifestar as suas opiniões e propostas que serão respeitadas e levadas em consideração para a criação do Conselho.

Segundo o parlamentar Johnson Ribeiro o tema a ser debatido na Audiência Pública são os benefícios às pessoas com deficiências pela criação do Conselho. “Este conselho buscará a efetividade do cumprimento dos direitos existentes àquelas pessoas que possuem algum tipo de deficiência através da unificação da força dos trabalhos das associações e entidades privadas e públicas existentes, assim conseguirão alcançar o bem comum de todos os deficientes e ainda requerer e colocar em prática novas políticas públicas e lutarem juntos na busca de novas conquistas”, salientou.

.Ribeiro explicou o que ocorrerá na audiência “ Existe a necessidade de discutir em com toda a sociedade sorrisense sobre a importância da criação do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência, que alcança todos os tipos de deficiência – Autismo, Cadeirantes, Visual, Auditiva, Mental, Física e Múltipla. Após a criação do conselho esperamos conseguir assegurar à pessoa com deficiência o pleno exercício de seus direitos básicos quanto ao acesso às políticas de educação, cultura, ciência, tecnologia, saúde, alimentação, profissionalização, trabalho, desporto, paradesporto, turismo, lazer, previdência social, assistência social, transporte, edificação pública, habitação, entre outras que, decorrentes da Constituição Federal, Estatuto da Pessoa com Deficiência e das demais leis vigentes, propiciem seu bem-estar pessoal, social e econômico” pontuou o parlamentar.

Veja também


Enquete
O que você pensa sobre o aumento de R$ 42 no salário mínimo previsto pelo Governo Federal para 2020?
  • Parcial