Agora: Boa Tarde na Sorriso

Selma chora em filiação do Podemos e critica clã no PSL

Olhar Direto em 18/09/2019 às 14:21. Lida 150 vezes.

A senadora Selma Arruda oficializou na tarde desta quarta-feira (18) sua filiação ao Podemos, em uma cerimônia em Brasília. Na ocasião ela se emocionou e disse que a liderança do Podemos "não faz imposições e exigências", que os alinhamentos são resultados "da exposição dos motivos, que vão de encontro à base". A senadora também afirmou que continuará na sua luta contra a corrupção, em todos os poderes.


Na cerimônia estiveram presentes vários aliados de Selma, que afirmaram que lutarão por seu mandato. Em sua fala, o deputado federal José Medeiros disse que a escolha de Selma pelo Podemos foi uma grata surpresa e que ela está sendo perseguida por seus adversários.

“Quero falar da injustiça que ela está sofrendo. A eleição foi uma carnificina, gente que não tinha voto querendo ganhar antes de começar, quiseram tirar ela de qualquer jeito e não conseguiram. Já na campanha, quando acabou disseram que ela ganharia mas não tomaria posse. Começou aí o martírio dela. Selma não cometeu crime algum, ganhou a eleição e o único crime que cometeu foi ser a mais votada e a segunda mulher a ser eleita senadora de Mato Grosso”, afirmou.

Além de Medeiros também estiveram presentes na cerimônia o vice-prefeito de Cuiabá Niuan Ribeiro, que segundo Selma e Medeiros será o "próximo prefeito de Cuiabá", assim como o senador Álvaro Dias e até mesmo o líder do PSL, antigo partido de Selma, no Senado, o senador Major Olímpio.

O líder do PSL disse estar entristecido com a saída de Selma, que ocorre "em um momento extremamente delicado", mas que ela continua sendo uma amiga. Ele também afirmou que Selma não está saindo por falta de comprometimento, mas por seu comprometimento com o combate à corrupção.

"O Podemos ganha demais, o Brasil não perde e não vai perder nem no 'tapetão' que a Justiça quer impor. E nos momentos em que a Justiça porca deste país quiser emparedar a Selma, presta atenção, ela nunca se aliou a qualquer tipo de conduta imoral nem para se salvar. Não irá cair nem com o lobby com a Justiça de alguns podres destes país", disse major Olímpio.

Selma se emocionou durante seu discurso e disse estar feliz em mudar para um partido que não fará "imposições" e que tem uma liderança forte. A senadora afirmou que o Podemos tem a bancada mais forte do Senado.

"Este podemos que me acolheu, que desde o começo me fez sentir atraída por ele, a grande liderança do senador Álvaro Dias, é impressionante a liderança que ele exerce, sem imposição, sem exigências, sem impor suas ideias, é resultado da exposição de motivos que vem de encontro com a base de seus liderados. A submissão nao pode ser mais a regra, quando se fala em democracia", disse.

Selma ainda disse que continuará na sua luta contra a corrupção, seja nos poderes Executivo e Legislativo, e também no Judiciário. A senadora afirmou que irá "passar a limpo" todas as esfera.

"Vou continuar a mesma, lutando pela Operação Lava Jato, e todas as Lava Jatos pelo Brasil. Vamos passar a limpo todas as esferas, não existe poder que ficará impune. Sem acabar com a corrupção não conseguiremos fazer do Brasil um país sério, para atrair investimentos", disse.

Enquete


Você é contra ou a favor de eleições para diretores e coordenadores de escolas públicas municipais?
Parciais