Agora: Bom Dia Sorriso

​Acusada de matar filha, jovem é morta com 3 tiros em casa

Gazeta Digital em 04/11/2019 às 14:33. Lida 2055 vezes.


Acusada de matar a filha de 4 meses em abril de 2018, Ariane Cael da Silva, 19, foi morta com 3 tiros na tarde de domingo (3), em sua casa, no bairro Jardim das Palmeiras, em Campo Novo do Parecis (396 km a Noroeste de Cuiabá). O suspeito do crime é seu namorado, de 24 anos, que está foragido.

De acordo com as informações da Polícia Militar, houve um desentendimento entre o casal, momento em Ademilson Magalhães Figueiredo teria sacado uma arma e disparado ao menos 3 tiros contra Ariane, que caiu no quintal da casa.

Em seguida, fugiu a pé pelas ruas do bairro e não foi mais encontrado. Durante a diligência, polícia encontrou resquícios de cocaína dentro da casa. Informou ainda que Ariane morreu antes mesmo da ambulância chegar para socorrer.

Polícia Civil e Instituto Médico Legal (IML) foram acionados para a ocorrência. O crime foi registrado como homicídio, mas trata-se de mais um feminicídio em Mato Grosso.

Morte da filha

Em 2018, Ariane ainda menor, com 17 anos, foi apreendida ao lado do marido, rapaz de 18 anos, acusados de maus tratos que resultou na morte da filha do casal, Emilly Vitória Ferreira da Silva, que tinha apenas 4 meses.

A criança teve uma parada cardíaca, foi levada para uma unidade de saúde, onde a equipe médica constatou vários hematomas no corpo da criança. Questionada, Ariane teria dito que a criança caiu da cama.

No entanto, foi comprovado o contrário. Além de terem espancado a menina, o casal deixou a criança sem nenhum alimento.

Gazeta Digital

Enquete


Você é contra ou a favor do pagamento de salário para presos?
Parciais